A sua empresa precisa de uma newsletter?

 Em Email Marketing

As empresas utilizam as newsletters para transmitir as suas novidades e informações, no sentido de alimentar um relacionamento com o consumidor de uma forma mais activa. Esta é uma ferramenta importante para o Inbound Marketing na nutrição de leads e de fidelização de cliente.

Apesar de não ser uma invenção do tempo da Internet, o formato online fez com que se massificasse o uso das newsletters nas empresas, mediante o registo dos utilizadores. As periodicidades podem ser variadas, de acordo com os objectivos da empresa e também em função dos conteúdos disponíveis.

Aumentar a lista de emails é um dos objectivos do Marketing Digital, mas não de qualquer maneira.

A confiança no emissor é bastante importante para que o utilizador decida abrir a newsletter, assim como o facto de o utilizador a ter subscrito (double opt-in) e de poder anular a subscrição de forma fácil.

A sua newsletter tem de respeitar o RGPD (Regulamento Geral sobre Proteção de Dados), que obriga a que o utilizador dê o consentimento explicito para receber a comunicação e essa subscrição tem de ser comprovada por parte do dono da lista.

A maioria das ferramentas de Email Marketing estão preparadas para provar que foi dado esse consentimento.

A newsletter serve também de ponte para os conteúdos do site, gerando tráfego de uma forma regular. A popularidade das newsletters digitais também se deve à sua simplicidade de execução e à boa relação custo/benefício, quando comparada com outros suportes.

Dicas para quem está a começar uma newsletter

  1. Escolha a ferramenta certa para fazer a gestão de todo o processo: Mailchimp, E-goi, Hubspot, Rd Station – as hipóteses são imensas
  2. Forneça um incentivo à subscrição (o chamado lead magnet)
  3. Mantenha a regularidade da publicação da newsletter
  4. Nos call-to-action que inserir no conteúdo, use landing pages
  5. Teste bastante para saber o que funciona e o que não funciona na sua newsletter

Num website, os utilizadores estão mais orientados para tirar partido das funcionalidades, enquanto nas newsletters as reacções são mais emocionais.

O lado positivo neste aspecto emocional é que a newsletter permite criar muito mais laços com o utilizador do que um site.

O aspecto negativo é que os problemas de usabilidade também têm um impacto mais forte. Invista algum tempo a pensar na estratégia antes de começar. O que vai comunicar e como vai comunicar.

Em média, os utilizadores gastam 51 segundos a ler uma newsletter normal. A composição e a escrita precisam de uma grande usabilidade para fazer face à concorrência de uma caixa de correio electrónico cheia. Os títulos revelam-se extremamente importantes para a taxa de abertura das newsletters.

Na escolha e elaboração dos textos deve-se pensar no público-alvo, na persona e no tipo de informação que poderão considerar úteis. Na maior parte das vezes, é criada uma única newsletter na empresa mas a segmentação poderia trazer melhores resultados na taxa de abertura, por ir mais ao encontro dos interesses do cliente.

As newsletters distingue-se das campanhas de publicidade por email porque procuram acrescentar valor, fornecendo informação que seja do interesse de quem as subscreve.

O objectivo não é tão marcadamente comercial e tende a ser melhor recebida pelo utilizador. O Email Marketing é muito mais do que isso. As pessoas continuam a ler emails que sejam relevantes.

 

(Artigo publicado originalmente a 25 de Março de 2011)

Agendar mini-diagnóstico de Inbound Marketing

Recommended Posts

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Contacte-nos

Para entrar em contacto connosco basta enviar-nos uma mensagem.

0