Nos dias que correm, gerir uma empresa no mundo digital pode ser um desafio. De um lado surgem-nos as práticas globais, que fazem uso de uma estratégia bem definida, e por outro, as táticas centradas e focadas em determinadas áreas do Marketing.

Neste artigo vamos abordar o que são estratégias globais e táticas avulsas para perceber qual usar em cada caso específico.

Estratégia & Tática

Há muito tempo atrás, há aproximadamente 3.000 anos atrás, o estratega chinês Sun Tzu (autor da obra “A Arte da Guerra”), afirmou que:

“Todos os homens podem ver as táticas pelas quais eu conquisto mas ninguém consegue ver a estratégia a partir da qual são obtidas grandes vitórias.”

A estratégia é algo abstrato, baseado em objetivos de longo prazo com um alcance amplo. A estratégia compreende todas as áreas de uma empresa e a forma como se podem interligar as práticas de cada uma.

As táticas são ações concretas baseadas na descoberta da melhor decisão a tomar em determinado momento face a determinada situação.

Qual a principal diferença entre Estratégia e Tática?

A estratégia é algo incluído na elaboração do planeamento de um negócio. As táticas são as ações desenvolvidas como parte da implementação da estratégia, ou seja, são os movimentos a fazer para concretizar um objetivo maior.

A estratégia funciona como caminho a seguir para chegar a determinada posição. Esta, é responsável pela definição de aspetos como o posicionamento ou target aspiracional de um negócio. Já as táticas, são as formas encontradas para atingir esse posicionamento ou target.

Como construir uma estratégia de Marketing?

1. Analisar o mercado
Uma análise ao mercado permite analisar aspetos externos (ameaças e oportunidades) como a caracterização do meio, análise do target ou conhecimento da concorrência bem como aspetos internos (forças e fraquezas) desde a organização interna, capacidade produtiva e imagem/posicionamento da marca.

2. Formulação de Marketing
A formulação permite explorar as vantagens competitivas dos 4 fatores mais controláveis do seu negócio: produto ou serviço, preço, distribuição e comunicação. No entanto, deverá explorar também as pessoas (o seu público alvo), os processos (fluxos de trabalho e metodologias), produtividade e qualidade e perfil (local de prestação/venda).

3. Definir objetivos
Após avaliar limitações e possibilidades, torna-se necessário definir objetivos quantitativos como a quota de mercado a atingir, faturação, volume de clientes) mas também qualitativos tais como a segmentação e posicionamento, fatores de diferenciação e imagem de marca).

4. Explorar táticas
E é aqui que a estratégia e as táticas se juntam: por um lado, toda a formalização dos passos a seguir está feita, por outra, é necessário decidir como lá chegar. Até este ponto, já sabemos o estado do mercado, potencial da concorrência, como nos posicionar e como vender o negócio. Mas, em termos práticos vamos agir sobre táticas concretas como investir em Email Marketing para comunicar produtos, Social Media para interagir com a comunidade ou até SEO para melhorar o posicionamento e visibilidade do negócio na internet.

A estratégia e a tática funcionam de forma integrada aliando o conhecimento teórico e exploratório com as ferramentas ao dispor dos empreendedores para obter um objetivo comum: o sucesso.