Três quartos das PME irão aumentar o investimento em e-mail marketing, enquanto que 7 em cada 10 empresas afirmam querer reforçar a aposta nas redes sociais para 2010. Quem “sofre” com este “volte-face” serão sobretudo os meios tradicionais como a TV ou a Rádio nos quais 70% das empresas com menos de 500 empregados diz não querer investir no próximo ano.

No meio online, quem ficará atrás nesta corrida aos novos meios de comunicação digital serão os tradicionais banners que serão relegados para segundo plano.

Quando se fala em benefícios que justifiquem esta aposta em detrimento de outros meios são sublinhados como principais factores para o investimento nos canais e-mail e redes sociais a excelente relação custo/benefício, a extraordinária capacidade de medir resultados e o facto de providenciar uma excelente ferramenta para fidelizar os clientes.

Miguel Gonçalves, director geral da Plataforma E-goi, ferramenta de marketing multicanal para envio e difusão de campanhas de e-mail, sms, fax, voz, MMS e redes sociais comenta este estudo: “Pela nossa experiência o e-mail e as redes sociais, quando devidamente integrados são canais que já são o presente para manter as marcas activas na mente dos consumidores sobretudo para quem não pode competir com os meios aos dispor das grandes empresas”. E alerta para o futuro “Num futuro não muito distante canais como o SMS passarão a ter utilizações residuais porque poderemos interagir, receber e responder a posts ou tweets directamente no nosso telemóvel”.