A portuguesa Dreambooks, líder nacional na produção e comercialização de álbuns de fotografia digitais, prevê, para este Natal, aumentar as vendas em 30% face ao período homólogo de 2011. Segundo os dados apurados junto do Grupo LFM Corporate, responsável pela criação da marca Dreambooks, o mês de dezembro representou, em 2011, 30% na faturação anual da marca.

“Aproxima-se a quadra natalícia e, mesmo em época de crise, teremos que trabalhar dia e noite para corresponder às encomendas”, afirma Diogo Teixeira, diretor de marketing do Grupo, confirmando o aumento da procura de presentes personalizados no período de Natal.

No mês de dezembro do ano passado face à média dos aos onze meses anteriores, a empresa revela que duplicaram as vendas dos presentes personalizados e das telas, tendo ainda aumentado em 50% os pedidos de álbuns fotográficos digitais.

Carteiras de senhora, canecas mágicas que mudam de cor, puzzles com imagens da família, porta-chaves com a foto do melhor amigo ou peluches para pequenada lá de casa, são alguns dos presentes mais procurados pelos portugueses neste período.

Refira-se que a Dreambooks abrange, atualmente, uma cota de mercado de 75% em Portugal, tendo registado em 2011 um volume de faturação de €1,3M e deverá atingir no final do corrente ano €1,6M.