Para qualquer tipo de instituição de ensino ou formação, o Inbound Marketing pode ser uma ferramenta poderosa e eficiente na angariação de alunos. Dar a conhecer os seus cursos e metodologias é essencial para que os potenciais interessados determinem que a sua instituição corresponde ao que procuram e se tornem alunos. A produção de conteúdos educacionais é, portanto, o caminho a seguir e os formadores deverão ser os seus maiores aliados.

Porquê envolver os formadores na produção de conteúdos educacionais para Inbound Marketing?

Os formadores são o melhor ativo de qualquer instituição de ensino.

São, literalmente, quem dá a cara pela instituição e serve de elemento de ligação com os alunos. Os formadores são especialistas nas várias disciplinas ensinadas na instituição e possuem os conhecimentos técnicos necessários ao ensino das mesmas. Ou seja, estão completamente à vontade com os temas que devem fazer parte do conteúdo educacional e conhecem o público-alvo a que os conteúdos se destinam. São de facto as pessoas melhor qualificadas para esta tarefa.

Como integrar verdadeiramente os formadores na produção de conteúdo?

Em primeiro lugar, é necessário que os formadores disponham de tempo para dedicar às tarefas de Marketing.

Adicionar essas tarefas à carga horária normal pode resultar numa sobrecarga, afetando a motivação e os resultados. Portanto os formadores devem poder reservar tempo no seu horário para se reunirem com a equipa de Marqueting, para se informarem sobre os princípios do Marketing de Conteúdos e para perceberem de que forma podem pôr os seus conhecimentos ao serviço da estratégia de Marketing da instituição.

Na verdade, os formadores dominam os conceitos do Marketing de Conteúdo,

podem é não saber dar-lhe um nome.

Persona

Construir a Persona que a instituição de ensino pretende atrair não é complicado. Os formadores sabem exatamente que tipos de alunos frequentam os cursos, que objetivos e aspirações têm, que perguntas fazem, que conhecimentos prévios têm, que horários resultam melhor, que estratégias de ensino são melhor aceites, entre muitas outras caraterísticas e variáveis possíveis.

Nesse sentido, os formadores podem dar um contributo precioso na identificação de grupos de pessoas que possar guiar a parte da pesquisa da Persona ou Personas desejadas pela instituição.

Uma reunião de brainstorming entre os formadores e a equipa de Marketing permitirá estabelecer com rapidez esse elemento.

Jornada de Compra

A jornada de compra é um conceito mais complexo mas que os formadores facilmente compreenderão da perspetiva dos vários níveis de profundidade dos cursos. Ou seja, da mesma maneira que um formador sabe que tem de adaptar o seu discurso e materiais consoante se trate de um curso de introdução, um curso de base ou um curso de especialização, também pare ele fará sentido adaptar o tipo e quantidade de informação às diferentes fases da jornada de compra. Um potencial aluno no início da jornada de compra procura e reage melhor a informações mais gerais, ao passo que no final da jornada procurará informação específica sobre temas abordados no curso ou técnicas ensinadas. Depois de ter esse conceito clarificado, o formador identificará com facilidade as temáticas e materiais adequados, sendo muito mais simples a produção de conteúdos educacionais adequados.

Um estilo de escrita adequado à web é essencial

Tratando-se em especial de áreas mais técnicas, os formadores poderão precisar de uma sensibilização para a escrita de materiais de marketing vocacionados para o consumo na Internet.

O estilo deverá ser cativante, mais ligeiro. Não se pretende que o conteúdo corresponda a uma aula, mas sim que seja uma descrição geral que desperte a curiosidade ou, tratando-se de um conteúdo para a fase final da jornada, que se debruce sobre um aspecto muito específico.

Caso o formador tenha alguma notoriedade na respetiva área, esse facto deverá certamente ser aproveitado, pois poderá por si só ser um elemento de atração de alunos.

Conclusão

Incluir os formadores na estratégia de Marketing da sua instituição de ensino permitir-lhe-á canalizar e otimizar uma série de conhecimentos e capacidades de que estes já dispõem e aos quais apenas tem de ser dado um enquadramento de Inbound Marketing. Uma colaboração produtiva entre a equipa de marketing e os formadores da sua instituição irá certamente trazer-lhe os resultados que procura.

 

Sugestão de leitura:

5 razões para as instituições de ensino usarem o marketing digital na captação de alunos

 

Gostou deste artigo?